Alunos da Educação Infantil Municipal de Timon são contemplados com Proerd Kids

Os alunos da Educação Infantil da rede municipal de ensino de Timon estão sendo contemplados com o Projeto Proerd Kids, além do projeto já existente com os alunos do 5º do Ensino Fundamental, fruto da parceria entre a Prefeitura, Secretaria de Educação (SEMED) e  Polícia Militar do Maranhão. Agora, as crianças da pré-escola também estarão no ciclo de estudos.

Desde 2015, o projeto vem sendo implantado de forma pontual em algumas escolas municipais que possuem Educação Infantil, e este ano o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência começa a atuar nas escolas de educação infantil, as creches. A primeira a receber o Projeto foi a EMEI Elda Maria Alves Moreira, localizada no bairro Marimar.

“Enquanto o Proerd é direcionado a trabalhar sobre drogas e violência, o Proerd Kids vem com uma proposta diferenciada: é voltado para a orientação sobre a segurança pessoal da criança. De forma lúdica, ensinamos a eles como se defender de certas situações perigosas, algumas regrinhas de segurança, tudo por meio de cartazes para que elas entendam”, comentou a Cabo Yara, da PM de Timon.

O policial trabalha lições por meio das quais os alunos aprendem a identificar situações de emergência, como incêndio, acidentes de trânsito, situações com pessoas machucadas e como acionar os órgãos responsáveis, por meio dos telefones úteis. Além de destacar a relevância desses serviços de emergência, o curso também afirma a importância de nunca passar trotes, desenvolve noções de trânsito, incluindo conhecimento das principais placas de trânsito, significado das cores do semáforo.

 

PROERD

O Proerd tem por objetivo evitar que as crianças e os adolescentes iniciem o uso de drogas, com auxílio de policiais fardados e professores; é um programa de educação preventiva ao uso das drogas. O Programa é desenvolvido nas escolas do município desde 2003 com crianças de 9 a 12 anos e forma cerca de quatro mil alunos por ano.

“Não vai ser intimidação de ninguém que vai calar minha voz, só se for na bala!”, diz vereador

A sessão na Câmara de Vereadores de Timon desta quarta-feira (09) teve temperatura muito acima dos picos do período de B-R-Ó-BRÓ em nossa região. “Eu cheguei aqui foi como homem! Não vai ser intimidação de ninguém que vai calar minha voz, só se for na bala! Se quiser me matar!”, disse o vereador Anderson Pêgo. Ele expôs na tribuna da Casa que vem sofrendo tentativas de intimidações.
O parlamentar do PRB aproveitou seu discurso e em função dos últimos acontecimentos para solicitar da presidência da Casa que instale um sistema de câmeras. “Presidente [vereador Uilma Resende], olhando para Vossa Excelência! Coloque o sistema de câmeras de segurança aqui dentro desta Casa… Me sentir coagido, me sentir ameaçado e não vão ser palavras que vão me calar”, afirmou o vereador.
Gastos com pessoal – Ao pesquisar no Portal da Transparência da prefeitura de Timon chamou atenção do vereador Anderson Pêgo os gastos com pessoal no gabinete do prefeito Luciano Leitoa, e diante disto ele já solicitou informações. “Tive o cuidado de olhar o Portal da Transparência e peguei o gasto no gabinete do prefeito Luciano Leitoa com pessoal. Pasmem! R$ 3,8 milhões…”.
Saúde
Anderson Pêgo citou o caso do secretário de Saúde de Timon, Márcio Sá onde solicitou para este a relação dos funcionários que trabalham na Estratégia Saúde da Família (ESF), e até agora não recebeu. “Prefeito Luciano Leitoa, eu pedir para o secretário Márcio Sá me entregar a relação dos funcionários da Saúde só do ESF, ele não entregou ainda. Mas, já estou impetrando um Mandado de Segurança porque é público”.

PRB entra na disputa pela filiação de Fábio Abreu

 

O deputado federal ainda não definiu seu futuro partidário. Segue no PTB, mas sinaliza para filiação ao PR  tão logo a legislação eleitoral permitir. Porém, a mudança  política de Fábio Abreu também é disputada pelo PRB, legenda que investirá em candidatura competitiva para a Câmara Federal em 2018. E o secretário de Segurança do Estado está nos planos do PRB como prioridade em sua  estratégia eleitoral.

Em Brasília, vereadora professora Socorro busca a instalação do ID Jovem para Timon

Em missão oficial em Brasília, representando o Poder Legislativo de Timon, a vereadora Professora Socorro (PMDB), foi recebida nesta quarta-feira (09) pelo Secretário Nacional da Juventude, Assis Filho, em audiência que tratou do cronograma de implantação do programa ID Jovem em Timon, documento criado pelo Governo Federal que possibilita aos jovens de baixa renda acesso aos benefícios de meia-entrada em eventos artístico-culturais e esportivos e também a vagas gratuitas ou com desconto no sistema de transporte coletivo interestadual, conforme disposto no Decreto 8.537/2015.

A proposta da vereadora junto ao Secretário Nacional é que os jovens do município de Timon sejam atendidas pelo programa social ainda este ano, por isso, durante a reunião, ficou definida a data de 1º de setembro para a realização de audiência pública para instalação do Programa ID Jovem em Timon.

De acordo com a vereadora, o ID Jovem será implantado em parceira da Secretaria Nacional da Juventude com a Coordenadoria da Juventude de Timon, para tanto, segundo a vereadora existe um entendimento do coordenador Rafael Prenitude que a avaliou a proposta como positiva para a cidade.

Com o ato de buscar investimento junto ao Governo Temer, da qual é aliada e partidária, a vereadora não tem se furtado na luta por recursos e programas em favor da população. Foi dela também a proposta de solicitar ao deputado estadual Edilázio Junior (PV), recursos na ordem de 300 mil reais para a Saúde de Timon.

O ID Jovem atende jovens de 15 e 29 anos que terão maior acesso aos direitos garantidos pelo Estatuto da Juventude – Lei nº 12.852/2013 e, para ter acesso, é necessário que a família tenha renda mensal de até dois salários mínimos e inscritos no Cadastro Único do Governo Federal, com informações atualizadas há pelo menos 24 meses; além de estar inscrito no Cadastro Único do Governo Federal, bem como ter o Número de Identificação Social, que pode ser adquirido nos Centro de Referência de Assistência Social – CRAS.