0c5365b83d27da68d0fb64168880252f_M

Soldados do Exército e policiais da Força Nacional vão ajudar os agentes de segurança pública do Maranhão a manter a segurança dos eleitores e a ordem durante o segundo turno das eleições, neste domingo (26). Por questões de estratégia, nenhuma das corporações revela dados sobre os efetivos empregados.

O estado é uma das 15 unidades da Federação para as quais o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) autorizou o envio de forças federais a fim de garantir a votação e a apuração do pleito. Quatro cidades maranhenses receberão parte dos cerca de 15 mil militares das Forças Armadas deslocados para 280 localidades de todo o país.

Os quatro municípios maranhenses onde os militares vão atuar são Paço do Lumiar, Raposa, São José de Ribamar e a capital, São Luís. Outras cidades do estado contarão com o reforço das polícias Federal, Militar, Civil, Rodoviária Federal e do Corpo de Bombeiros. No primeiro turno, no último dia 5, 26 localidades maranhenses contaram com o reforço das forças federais de segurança, e o pleito foi considerado tranquilo.

O grupamento da Força Nacional enviado ao estado há cerca de um mês para reforçar o policiamento na região metropolitana de São Luís, também poderá atuar em casos específicos, como a contenção de tumultos ou patrulhamento ostensivo, desde que solicitado pela Secretaria de Segurança Pública estadual.

Há ainda um segundo efetivo de policiais da Força Nacional atuando no estado desde outubro de 2013, especificamente para auxiliar as forças policiais locais a conter eventuais rebeliões no sistema penitenciário maranhense.

A Superintendência Regional da Polícia Rodoviária Federal repete o esquema especial montado durante o primeiro turno, nas estradas federais que cortam o estado. A segunda fase da chamada Operação Eleições 2014 está em vigor desde quarta-feira (22) e se estenderá até segunda-feira (27). Além de aumentar a fiscalização a fim de combater irregularidades ou crimes eleitorais, a corporação promete orientar os motoristas e coibir excessos no trânsito como forma de prevenir e reduzir os acidentes. No estado, a Lei Seca vai vigorar entre as 18h do sábado (25) e as 18h do domingo (26).

Urna-eleitoral-300x200

A partir de hoje, os locais para votação já estão sendo preparados. As urnas eletrônicas serão enviadas aos locais de votação. Em São Luís, são nove zonas eleitorais, distribuídas em 266 sessões.

Depois de identificar as zonas eleitorais e instalar as urnas, elas serão testadas e lacradas para assegurar a retidão do processo eleitoral, que será acompanhado em sua totalidade pelo Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE/MA).

Após os testes caberá à Polícia Militar manter a segurança dos locais de votação.

Lembrando que smartphones, tablets, câmeras digitais e aparelhos de MP3 não podem ser levados pelo eleitores para a cabine de votação, devendo ser entregues aos mesários.

refinaria-premium-3

Em 2010, para ajudar na reeleição da aliada, Dilma e Lula chegaram a anunciar um refinaria bilionária que nunca saiu do papel. Ajuda pode se repetir com indicação para ministério.

Aliada incondicional da presidente Dilma Rousseff (PT), a governadora do Maranhão é cotada para assumir o Ministério de Minas e Energia caso a petista se reeleja.

Roseana Sarney (PMDB) já começa a se movimentar e já avisou que deve deixar o governo antes do fim do seu mandato. A manobra acontecerá apenas caso a presidente se reeleja. Com isso, Roseana pretende ter tempo livre para se articular e garantir vaga no segundo governo de Dilma Rousseff.

Roseana Sarney mobilizou mais de uma centena de prefeitos para apoiar Dilma. O empenho não foi visto no primeiro turno para as eleições de governador.

Roseana Sarney mobilizou mais de uma centena de prefeitos para apoiar Dilma. O empenho não foi visto no primeiro turno para as eleições de governador.

Logo no começo do segundo turno a governadora convocou prefeitos e deputados da base aliada para uma reunião. Na ocasião Roseana afirmou que a reeleição de Dilma é indispensável para a sobrevivência do Grupo Sarney após a derrota nas eleições para o governo do estado. O encontro foi realizado na presença do ministro Ricardo Berzoini e serviu como prova de força a ser cobrada.

A possibilidade de um governo paralelo no Maranhão caso Dilma se reeleja foi denunciada pelo ex-governador Zé Reinaldo Tavares ainda na semana passada.

Roseana culpa Lobão Filho por complô que derrubou a candidatura de Luis Fernando Silva. Como retaliação, o Governo Estadual se omitiu nas eleições. O próximo passo é tomar o Ministério de Edson Lobão.

Roseana culpa Lobão Filho por complô que derrubou a candidatura de Luis Fernando Silva. Como retaliação, o Governo Estadual se omitiu nas eleições. O próximo passo é tomar o Ministério de Edson Lobão.

Sarney x Lobão

A pasta de Minas e Energia, que é cota do PMDB de Roseana Sarney, desponta como o mais provável destino da futura ex-governadora. Atualmente ela é comanda pelo senador licenciado Edson Lobão.

Ocorre que Roseana Sarney ainda culpa a família Lobão e o atual presidente da Assembleia Legislativa, Arnaldo Melo, pela exclusão do ex-prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando (PMDB), da cabeça da chapa governista ainda no começo de 2014.

Assumir o ministério hoje ocupado por Lobão, Roseana estaria retaliando a manobra. Além disso, ao ocupar uma pasta dessa magnitude também garantiria sobrevida política.

Wilson de Assuncao ramos

Várias ações da PM em Timon resultaram na apreensão de mais cinco armas de fogo e recuperação de cinco veículos roubados e na prisão de assaltantes e apreensão de menores infratores. As abordagens tem tido grande efeito na apreensão de armas e veículos roubados, disse o Major Medeiros – comandante do 11º Batalhão, nas abordagens o cidadão que não deve, não teme, e o bandido que deve, teme ser abordado.

As apreensões iniciaram com um menor de iniciais J.D.S. 17 anos que transitava na Av. 02 Cidade Nova, quando avistou a guarnição e apresentou  atitude suspeita. A guarnição percebeu que o menor dispensou a arma, perseguiu e apreendeu o mesmo. A arma era um revolver calibre .38 sem numeração. O menor foi levado à central de flagrantes e em seguida liberado.

Outros dois menores de iniciais J.V.R.T., 15 anos e L.A.S., 16 anos, ambos com várias passagens, foram apreendidos com uma arma de fogo, revolver taurus calibre .38 nº 91099. Eles foram encaminhados à central de flagrantes e em seguida liberados.

Outro revolver calibre .32 nº 15360 foi apreendido no Caic  próximo ao morro, que ao avistarem as guarnições largaram a arma e fugiram.

A PM apreendeu quatro menores de iniciais F.D.S, 17 anos, L.A.S, 16 anos, E.O.S, 15 anos, W.E.S.S., 17 anos, todos reincidentes com várias passagens. O fato aconteceu após denúncia via COPOM informando que os acusados estavam praticando assaltos nas imediações das Ruas 80 e 90, Parque Piauí. Os conduzidos adentraram uma residência quando avistaram a guarnição. De posse dos mesmos a PM encontrou dois facões, um punhal e uma faca tipo peixeira.

Rumennig

Foram presos por porte ilegal de arma uma dupla identificada como Rumening Torquato Reis, 21 anos e o menor de iniciais F.D.S., 17 anos. Na ação ainda dispararam contra a vítima atingindo-a na perna. Os mesmos foram perseguidos e presos pela guarnição da Força Tática do 11º BPM que encontraram de posse do menor um revólver calibre .38, marca taurus, nº 1247061 que foi utilizado no assalto, o menor mesmo sendo reincidente foi liberado horas depois. A tarde o mesmo menor, após denuncia de assalto foi apreendido pela PM com um facão e o mesmo ameaçou a guarnição de morte, dizendo que em meia hora estaria solto, o que de fato ocorreu.

Outro menor de iniciais L.V.S foi apreendido após  ter usado uma faca para roubar um celular.

 A PM, após perseguição prendeu  Handson da Silva Santos, 21 anos, que, em companhia de um menor de iniciais F.S.O., de 15 anos roubaram a bolsa e objetos pessoais de uma mulher. Os dois conduziam uma motocicleta que foi perseguida logo depois do fato. Os acusados foram interceptados e presos.

A PM apreendeu uma garrucha que estava de posse de Antônio Alves de Sousa, 20 anos. A ação aconteceu na Av. Belo Horizonte, Formosa, e foi resultado de uma abordagem de rotina feita pela guarnição das motocicletas.

Após o roubo de uma moto, com trabalho do serviço de inteligência, a PM localizou a moto e prendeu Wilson de Assunção Ramos, 30 anos, que estava com um veículo Clio que dava apoio aos roubos de moto, além do capacete da vítima que estava dentro do carro. Com a chegada da guarnição ele estava escondido na casa onde estava a moto e foi reconhecido por vítimas.

jiujitsu231014legenda

Atletas da Gracie Barra foram destaque em eventos em Fortaleza e em Belém.

Oito medalhas. Este foi o saldo dos atletas da Academia Gracie Barra, que representaram o Maranhão nas disputas dos Pan-Americanos de Jiu-Jítsu Profissional e de Jiu-Jítsu Esportivo, competições internacionais realizadas no último fim de semana nas cidades de Fortaleza (CE) e de Belém (PA), respectivamente.

Os maranhenses da Gracie Barra conseguiram resultados expressivos nas duas competições. No Pan-Americano de Jiu-Jítsu Profissional, promovido pela Confederação Brasileira de Lutas Profissionais (CBLP), o Maranhão garantiu três medalhas, sendo uma de ouro, uma de prata e uma de bronze.

jiujitsu231014legenda1

O único ouro maranhense na competição foi conquistado por Bruno Lima, na categoria faixa branca peso pesado. Na categoria faixa azul máster peso pesado, o maranhense Jorge Luís garantiu a medalha de prata. Já Leonardo Leite foi medalha de bronze na categoria faixa marrom absoluto.

Se na capital cearense o Maranhão foi bem, na cidade de Belém o desempenho dos maranhenses foi ainda melhor. Os atletas da Gracie Barra garantiram cinco medalhas no Pan-Americano de Jiu-Jítsu Esportivo, sendo dois ouros, uma prata e dois bronzes.

João Walmir, na categoria faixa azul peso pena, e Haroldo Rêgo, na categoria faixa branca máster peso pesado, foram campeões. Gerson Alef garantiu a medalha de prata na categoria faixa branca peso leve.

As outras duas medalhas do Maranhão, as de bronze, foram obtidas por Hugo Leonardo na categoria faixa branca peso meio pesado, e por Jônatas Borges, na categoria juvenil pesadíssimo.

Este ano, estão inscritos no estado do Maranhão um total de 305. 470 candidatos que irão participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Um aumento de 30,44% em relação ao mesmo período do ano passado.

A Universidade Federal do Maranhão (UFMA) vai ofertar, por meio do Enem, mais de seis mil vagas para os dois semestres do próximo ano. A Pró-reitoria de ensino da UFMA chama a atenção pra lista de vagas ociosas.

As vagas ociosas são as ofertadas depois da divulgação da lista principal do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). No site da universidade, essas vagas vão estar disponíveis em janeiro após o resultado do Enem.

De acordo com a Pró-reitora de Ensino da UFMA, Isabel Cabrera existe vagas para quase todos os cursos que estão em andamento na universidade. “As vagas ociosas saem em um edital e também pela nota do Enem e são vagas para quase todos os cursos da universidade, e é um processo seletivo que conta com a nota do Enem e são alunos, por exemplo, que já cursaram outros cursos e que querem entrar na universidade”.

Depois de conversas entre o Secretário Municipal de Saúde, Marcio Sá, o Promotor de Justiça Antônio Borges e a Secretaria Regional de Saúde do Governo do Maranhão ficou acertado que a partir de agora pacientes oncológicos de Timon devem receber todo o atendimento que precisam no Hospital de Câncer do Maranhão Doutor Tarquínio Lopes Filho e no Centro Ambulatorial de Atenção à Saúde do Paciente Oncológico, em São Luís. A informação foi divulgada nesta terça-feira (21), em reunião no auditório da Secretaria de Saúde de Timon.

Ainda durante a reunião, a Secretaria Municipal de Saúde informou que todo o custo do atendimento ficará a cargo do governo maranhense. Na ocasião também foi divulgada uma lista dos primeiros pacientes que vão à São Luís receber o atendimento. As consultas na capital acontecerão nos dias 29 e 30 de outubro.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde uma outra nova lista será divulgada em breve. Os próximos atendimentos já estão agendados para a primeira semana de novembro. Todos os exames, diagnósticos e observações médicas dos pacientes que já deram início ao tratamento em Teresina serão encaminhados para a equipe de São Luís.

“Essa é uma luta constante para nó, não podíamos mais perder tempo, pois isso encontramos essa solução imediata. Os pacientes que não tiverem as liminares obedecidas em Teresina podem se tratar em São Luís. A Secretaria de Saúde está à disposição para ajudar e orientar os pacientes”, informou o Secretário de Saúde de Timon Márcio Sá.

O aumento da violência e da criminalidade é problema em todo o território brasileiro. O Maranhão, porém, enfrenta dificuldades quanto ao controle da criminalidade e aguarda mudanças na nova gestão que se iniciará em 2014. Com o menor efetivo da polícia a nível nacional, o Maranhão possui apenas 2 mil policiais civis e 8 mil policiais militares para suprir as necessidades de segurança pública de uma população de quase 7 milhões de pessoas. Diante dessa realidade, o número reduzido de policiais não dão conta da necessidade de patrulhamentos.

Dos 217 municípios maranhenses, mais de 100 não tem delegacia de polícia. Segundo o Delegado Augusto Barros, nem todos os municípios necessitam efetivamente de u, delegado. “Infelizmente o Maranhão não tem policiais suficientes para conter por completo o problema da segurança pública, ainda assim os números atuais não apontam um estado de alerta geral. Estamos contendo a situação, apesar do número reduzido no efetivo da polícia”, disse Augusto Barros.

O Ministério da Saúde autorizou o repasse de R$ 2,4 milhões para combater a desnutrição infantil no estado do Maranhão. Os beneficiados são 42 municípios de pequeno porte, onde ainda mais de 10% das crianças menores de cinco anos estão abaixo do peso ideal para a idade. Esta é a terceira parcela enviada às cidades maranhenses que aderiram à Agenda para Intensificação da Atenção Nutricional à Desnutrição Infantil (ANDI), totalizando R$ 8 milhões em três anos. No Brasil, 216 cidades vão receber o montante de R$ 12 milhões neste ano.

A verba repassada, que varia de R$ 45 mil a R$ 80 mil, pode ser utilizada nas ações relacionadas à organização da atenção nutricional, na qualificação profissional, na realização de oficinas com a comunidade sobre alimentação e nutrição, aleitamento materno e outros cuidados e também na contratação de profissionais para apoiar o cuidado integral à saúde da criança.

Os avanços brasileiros na redução da desnutrição infantil nas últimas décadas foram muito expressivos, representando uma queda de quase três vezes no déficit de peso e de duas vezes no déficit de altura para idade em crianças menores de cinco anos, somente no período de 1996 a 2006. Dados da última Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde (PNDS), realizada em 2006, indicam que apenas 1,8% das crianças ainda apresentavam déficit de peso, bem menor que o índice registrado em 1996, 4,2%. No Nordeste, os progressos são ainda mais expressivos, saindo de 6,3% para 2,2% em dez anos.

“Apesar das conquistas realizadas nos últimos anos, ainda há municípios brasileiros, sobretudo no interior do Norte e Nordeste, em que parte da população infantil convive com carências nutricionais. A ANDI é uma proposta do Ministério da Saúde para estruturar ações de alimentação e nutrição aos municípios que enfrentam este desafio”, destaca o secretário de Atenção à Saúde, Fausto Pereira dos Santos.

Para receber os recursos, os gestores locais se comprometem a enfrentar os determinantes sociais que causam a desnutrição, ampliando o acompanhamento das condicionalidades de saúde das famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família e a abrangência do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (Sisvan), e a melhorar a identificação e o acompanhamento de crianças com desnutrição ou atraso no desenvolvimento infantil, com busca ativa, visitas domiciliares e melhor acolhimento no Sistema Único de Saúde. “Há evidências científicas que comprovam que quando as crianças do programa Bolsa Família são acompanhadas, há melhoria na sua condição nutricional”, destaca a coordenadora de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, Patrícia Jaime.

Recente pesquisa realizada pelos Ministérios da Saúde e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome indica que a desnutrição crônica caiu 51,4% entre as crianças do programa Bolsa Família em cinco anos. De acordo com a pesquisa “Evolução temporal do estado nutricional das crianças beneficiárias do Programa Bolsa Família”, em 2008, 17,5% das crianças entre zero e cinco anos analisadas estavam abaixo da estatura indicada para a idade. Após quatro anos sob os cuidados dos profissionais do Sistema Único de Saúde, o índice desse mesmo grupo de crianças caiu para 8,5%, queda de nove pontos percentuais. Na região Nordeste, a redução foi de 51,56%, saindo do percentual de 19,2% para 9,3% no mesmo período.

Ao contrário da desnutrição aguda, determinada pelo baixo peso, a desnutrição crônica reflete longos períodos expostos a situações de fome e miséria, inclusive, no ventre da mãe, comprometendo o crescimento da criança. A altura média dos perfis analisados, no Brasil, aumentou devido a melhoria nutricional e do acesso à saúde, garantido pelo Bolsa Família. Em 2008, os meninos de cinco anos de idade mediam 107,8 cm, e, em 2012, chegaram a 108,6 cm. Já as meninas passaram de 107,2 cm para 107,9 cm. Neste estudo, foram analisadas 362 mil crianças beneficiadas pelo programa por cinco anos consecutivos, entre 2008 e 2012.

O Ministério da Saúde investiu R$ 30 milhões para ampliar o programa de suplementos nutricionais, que inclui a distribuição de sulfato ferroso para crianças de seis a 24 meses em todas as UBS do país e da vitamina A para crianças menores de cinco anos. Cerca de 2,3 milhões de crianças já foram beneficiadas com a Vitamina A, em 2014, no Brasil.

A Politica Nacional de Aleitamento Materno também tem conseguido ampliar as taxas de aleitamento de forma significativa e contribuído efetivamente para que o país atingisse as metas internacionais. Nas capitais brasileiras e no Distrito Federal, o tempo médio de aleitamento materno aumentou em um mês e meio entre 1999 a 2008. Até o ano passado, 5.700 profissionais de saúde das equipes de atenção básica foram qualificados a orientar as mães como proceder na alimentação do primeiro ano de vida.

A diminuição da pobreza obtida pelo programa brasileiro de transferência de renda - o Bolsa Família - é um forte fator para a redução dos óbitos infantis. Para continuar recebendo o benefício, as famílias precisam manter atualizado o cartão de vacinação das crianças até sete anos, fazer o acompanhamento médico de gestantes, bebês e mães em fase de amamentação, além do acompanhamento do desenvolvimento das crianças da família.

A revista científica britânica The Lancet, em maio de 2013, constatou que o Bolsa Família, atrelado à expansão da estratégia Saúde da Família, contribuiu para a redução em 19,4% da mortalidade de crianças até cinco anos. Os números mostram que a redução foi ainda maior quando se considerou a mortalidade por causas específicas, como desnutrição (65%) e diarreia (53%).

ANDI – A agenda foi instituída em 2012 com o objetivo de apoiar a estruturação e qualificação de ações para o enfrentamento da desnutrição infantil na Rede de Atenção à Saúde nos municípios com menos de 150 mil habitantes que apresentam prevalência de déficit de peso para idade em crianças menores de cinco anos maior ou igual a 10%, segundo o Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN). A desnutrição na infância pode prejudicar o desenvolvimento, causar doenças infecciosas e respiratórias, comprometer o aproveitamento e a capacidade produtiva na idade adulta e até levar à morte.

Flávio Dino 3Os primeiros sinais de que a transição entre o Governo Roseana e o próximo Governo Flávio Dino serão de conflitos, já começaram. Hoje, dia 22, o governador eleito Flávio Dino (PCdoB) usou sua rede social para atacar a governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB).

Os primeiros sinais de que a transição entre o Governo Roseana e o próximo Governo Flávio Dino serão de conflitos, já começaram. Hoje, dia 22, o governador eleito Flávio Dino (PCdoB) usou sua rede social para atacar a governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB).

O comunista acusou a peemedebista de “reduzir arrecadação do próximo ano”. Segundo ele, a governadora quer “criar despesas absurdas”. As acusações de Flávio contra Roseana deverá dificultar a transição entre o atual governo e o próximo. Provavelmente, a governadora não responderá as solicitações feitas pela equipe de transição do comunista, durante uma reunião na última terça-feira (14), no Palácio dos Leões. Flávio Dino 3 O comunista acusou a peemedebista de “reduzir arrecadação do próximo ano”. Segundo ele, a governadora quer “criar despesas absurdas”.

Governadora Roseana Sarney e governador eleito Flávio Dino

As acusações de Flávio contra Roseana deverá dificultar a transição entre o atual governo e o próximo. Provavelmente, a governadora não responderá as solicitações feitas pela equipe de transição do comunista, durante uma reunião na última terça-feira (14), no Palácio dos Leões.