Uma colisão entre uma Carreta de placa (ANE 3736), de São Bernardo Campo/SP e  um Fiat Uno na BR 316, no trecho que liga Timon a Caxias (MA), causou a morte de três pessoas , sendo os ocupantes do veículo dois irmãos e um amigo deles.

O motorista da Carreta, José Elidário, afirmou que seguia conduzindo seu veículo no sentindo Teresina Caxias, quando um Fiat que vinha no sentido Caxias Timom entrou embaixo da carreta causando a morte dos ocupantes do automóvel. Segundo ele, os ocupantes do Fiat estavam saindo de uma festa e seguiam para um povoado na zona rural de Caxias, onde moravam.

De acordo com ele, os ocupantes haviam consumido bebidas alcoólicas. “O Fiat entrou na pista contrária, onde eu estava passando. Tentei jogar a minha carreta no acostamento, mas o automóvel acabou entrando debaixo da carreta. Quando houve a colisão lateral, o caminhão perdeu controle e foi para o outro lado da rodovia tombando”, falou José.

Ele declarou que saiu com uma carga de água mineral, de Recife (PE), na quinta-feira com destino a São Luís, quando deveria chegar as 15h desta segunda-feira. Elidário falou que passou a tarde de domingo dormindo para fazer uma viagem tranquila e com menos calor.

“O problema é que a gente tem que fazer a nossa parte e os outros não fazem. Temos que refletir que, quando alguém consume bebida alcoólica, deve pegar um táxi para evitar acidentes”, completou José, que é da cidade de Monteiro, na Paraíba.

Ele declarou que a Polícia Rodoviária Federal removeu o Fiat e levou os corpos para Caxias para exame cadavérico . A carreta é de sua propriedade, Mercedes 34, que ficou completamente destruída.

 

RANKING DE MELHOR DESEMPENHO POR ESCOLA DO MA NO ENEM 2013
ESCOLA MÉDIA NAS OBJETIVAS
Reino 640,03
Educallis 631,53
Crescimento 628,61
Upaon-Açu 604,62
Dom Bosco São Luís 601,51
Literato 598,87
Master 593,42
Cei-Coc 592,00
Dom Bosco Balsas 588,38
10º Santa Teresa 588,37
Fonte: Inep (MEC)

As dez escolas do Maranhão que obtiveram melhor desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) são particulares, de acordo as notas do Enem 2013 por escola divulgadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) segunda-feira (22).

Os números mostram que, das dez instituições de ensino, nove ficam em São Luís e uma em Balsas, no sul do Maranhão. As escolas possuem mensalidades destinadas a alunos considerados ricos, com níveis econômicos classificados como "muito alto", "alto" e "médio alto".

Em primeiro lugar, ficou o Centro Educacional Montessoriano Reino Infantil, que obteve média de 640,03 nas provas objetivas. A escola, no entanto, só é a 234ª colocada entre as melhores do país.

Em 2º lugar está o Educallis (parte do antigo Educator), com média de 631,53, seguida do Crescimento, com 628,61. As duas aparecem na 338ª e na 401ª colocação no ranking nacional, respectivamente.

Em relação aos dados divulgados no ano passado, entraram na lista das dez melhores Master, Literato e Santa Teresa. Obteve maior projeção no ranking o Upaon-Açu, que subiu de 7º para 5º. O Dom Bosco Balsas se manteve em 9º.

Caíram o Cei-Coc, de 6º para 8º, e o Dom Bosco São Luís, de 3º para 5º. Não aparecem mais na listagem o IFMA São Luís, o IFMA Imperatriz e a Escola São José.

Os dados trazem as médias dos alunos de cada escola em cada uma das quatro provas objetivas (ciências da natureza, ciências humanas, linguagens e matemática), e também na redação. Só foram consideradas na lista do Inep as escolas em que pelo menos 50% de seus alunos do terceiro ano do ensino médio participaram do Enem 2013.

Alunos da rede publica municipal de ensino participaram de toda a programação da gincana.

eco 2

A Cemar realizou nesta quarta-feira (18) a IV Gincana Ecocemar. O evento, que pela primeira vez foi realizado na regional leste, foi um verdadeiro sucesso. A competição, que reuniu seis escolas municipais, foi realizada na quadra de esportes da Fundação Cidadania. Participaram da ação as escolas: U. E. Maria Zacarias Ribeiro; Projeto Educativo Mãos Dadas; U. E. José Waquim; U. E. Antônio Pereira da Silva; U. E. João Fonseca Maranhão e U. E. Conceição Vieira.

ECOCEMAR 1Durante o evento, foram realizadas apresentações artísticas e desfile de roupas feitas inteiramente com materiais recicláveis, que virariam lixo. O vestido de noiva de copos descartáveis foi a roupa eleita como a melhor peça, que foi produzida pelos estudantes  da Unidade Escolar  Maria Zacarias Ribeiro. As provas da Gincana foram somadas a arrecadação dos materiais recicláveis que superou a meta estipulada.
eco 1
O objetivo da Gincana Ecocemar foi trabalhar a consciência ambiental dos alunos através da coleta de resíduos recicláveis. As escolas, juntas, arrecadaram mais de 16 toneladas de materiais recicláveis. A meta esperada pelos organizadores da competição era de 12 toneladas. Entre os materiais recolhidos estavam ferro, papel, metais e plástico. Todo o lixo recolhido e entregue no posto do Ecocemar será convertido em desconto na conta de energia de instituições filantrópicas da cidade de Timon.

GINCANA ECOCEMAR1O diretor adjunto da U. E. Antônio Pereira da Silva comentou que os alunos se empenharam diariamente com as ações do projeto e conseguiram arrecadar quase 2 toneladas de lixo. “Eles aprenderam bastante durante as atividades. Nós trabalhamos muito e os alunos estão contentes em ter tido a oportunidade de participar”, disse o diretor.

Júlio Mendes, Executivo de Inovação da Cemar, disse: “Nós fizemos a primeira, a segunda e a terceira gincana em São Luís, e para comemorar a inauguração do posto de coleta seletiva aqui em Timon, nós decidimos fazer essa gincana nas escolas no município. A proposta da gincana é conscientizar os jovens e despertar eles sobre esse interesse pelo sustentável”.

O resultado final da gincana foi: 1º lugar – U. E. Maria Zacarias Ribeiro; 2º lugar – Projeto Educativo Mãos Dadas; e 3º lugar – U. E. José Waquim. Os três primeiros colocados participaram do sorteio de tablet’s. Todos os alunos das seis escolas, também receberam mochilas da Cemar.

Estiveram presentes no evento o secretário de Meio Ambiente, Jailson Oliveira, a secretária de Educação, Dinair Veloso, o vereador e presidente da Comissão de Meio Ambiente na Câmara Municipal, Celso Tacoani, e o Executivo de Ciência e Inovação da Cemar, Júlio Mendes. Durante a abertura do evento, os secretários presentes comentaram sobre ação, que trabalhou o conceito de educação ambiental nos alunos desde cedo.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente, o Ecocemar é um projeto importante porque foi possível inserir as crianças da rede municipal de ensino na discussão sobre a questão ambiental e em ações que podem amenizar a poluição e o acúmulo de lixo, que poder ser aproveitado para outros fins. “Inserir essas crianças neste tema é importante porque é aí que eles começam um novo pensamento sobre a temática e uma nova cidade, onde eles passam a cuidar do meio ambiente. Esse projeto é valioso, porque podemos mostrar que o lixo pode se transformar em outros recursos e até gerar renda”, disse o secretário.

O projeto Ecocemar já trouxe resultados expressivos. O total de resíduos que não foram parar no meio ambiente nestes três anos de implantação é de: 7.501.372,35 kg, o que equivale a 7.501,4 toneladas. Com esse número, ganharam todos: natureza, clientes e sociedade.

Assessoria de Imprensa da Cemar

 

Ouça o discurso na integra

De quem é e o que significam os diplomas entregues na tarde do dia 19 de dezembro de 2014, em São Luís, aos candidatos eleitos? Com esta reflexão, Flávio Dino conduziu o discurso de diplomação para frisar que sua atuação como governador será em nome dos milhões de maranhenses que sofrem pela falta de assistência do Poder Público.

  

 Eleito governador do Maranhão com 63,4% dos votos no primeiro turno, Flávio Dino fez seu primeiro pronunciamento oficial na Diplomação dos Eleitos organizada pelo Tribunal Regional Eleitoral. Para ele, o ato da diplomação marca a vontade de milhões de maranhenses esquecidos pelo Poder Público, e que devem ser lembrados em todas as ações do próximo governo.
Flávio dino 3
Defendendo a superação das desigualdades refletidas nos índices sociais alarmantes como o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), Dino afirmou que a diplomação não é um mero ato formal, mas um momento carregado de significados.

“Este diploma não é estático, mas é impregnado de vida. Do abraço que foi dado pela criança que encontramos na campanha, por aquela senhora que dizia que ora por nós. Este momento pertence aos mais humildes, aos esquecidos do Maranhão,” disse.

Flávio Dino na diplomaçãoO foco no combate às desigualdades reflete o entendimento do próximo governador do Estado sobre as prioridades para o Maranhão. Segundo ele, o diploma materializa a missão “grandiosa que os eleitos têm pela frente”. Essa missão não é de autoridade, mas de promover a igualdade entre os maranhenses, disse emocionado.

Com o diploma, completou Flávio Dino, os eleitos estão investidos da missão de “ser servidor público, de servir ao povo, de não estar acima dos homens e das mulheres, mas estar junto a eles.”

Uma das metas a serem perseguidas cotidianamente é a fome, que ainda atinge metade dos maranhenses. Dados divulgados pelo PNAD esta semana revelaram que o Maranhão é o estado que possui o maior número de pessoas com insegurança alimentar. “Fome: palavra forte, aguda, cortante, mas que deve ser pronunciada para que lembremos sempre de nossa maior batalha. Essa é a missão que dá sentido maior a este momento”.

Além das desigualdades sociais, Flávio destacou o combate à corrupção e à reforma política que se colocam como temas centrais para atender aos clamores da sociedade, que esperam dos seus representantes políticos a representação “à altura do que os brasileiros merecem” e a prestação de serviços públicos de qualidade.

Acompanhado pela esposa Daniela Lima, Flávio Dino homenageou os seus familiares e se emocionou ao lembrar que seu pai, Sálvio Dino empenhou-se pessoalmente nas caminhadas, carreatas e ações da campanha. Dino citou ainda sua mãe, Rita Maria, e seus irmãos que acompanharam toda a cerimônia. O governador eleito agradeceu ainda aos parceiros de coligação e aos membros do TRE e servidores da Justiça que se empenharam para garantir eleições democráticas no estado.

E finalizou, emocionado: “Aproveito também para agradecer a generosidade do povo do Maranhão. Autenticamente sinto o peso das palavras que pronuncio e sinto peso das tarefas que nos foi incumbida. Junto com elas, sinto também coragem para enfrentar os desafios e por fim às desigualdades”.

 

Melhorias e desenvolvimento a Região dos Cocais: Corpo de Bombeiros; UPA; IFMA; Saneamento, Creches; Quadra de Esportes.

Emenda de Bancada: Recurso para a construção da Sede da Polícia Rodoviária Federal.

Paços importantes: Reforma Política, necessária e de grande importância para o sistema eleitoral. Quem se elege não quer mudar o sistema, Sistema cada vez menos representativo dos seguimentos. Abuso do poder econômico e caixa dois.

Reforma Tributária, saída para muitas mazelas do país.

lávio Dino disse que terá de esperar até 01 de janeiro para descobrir o tamanho das dívidas deixadas por Roseana

flávio Dino disse que terá de esperar até 01 de janeiro para descobrir o tamanho das dívidas deixadas por Roseana

“Ela deixou a bagunça para trás e sumiu. Vou tomar posse no escuro”. O protesto é do futuro governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B). Eleito com 64% dos votos, ele está preocupado com o buraco nas contas do Estado. Terá que esperar até o próximo dia 1º para descobrir o tamanho das dívidas. Sua antecessora, Roseana Sarney (PMDB), renunciou na semana passada para não dar posse ao rival.

“Vamos ter que trocar os trilhos e botar o trem para andar ao mesmo tempo”, reclama Dino, um ex-juiz federal de 46 anos, que se elegeu com a promessa de dar fim ao reinado de cinco décadas da família Sarney.

O novo governador diz que já esperava uma transição difícil, mas está surpreso com a falta de informações básicas sobre o caixa estadual. Faltam números sobre contratos, repasses a prefeituras e pagamentos a funcionários terceirizados.

“Estão interrompendo os pagamentos na área da saúde, que não tem concurso público há cerca de 20 anos. A dívida com os precatórios está explodindo, e a gente não sabe o que vai ser quitado e o que vai ficar para o ano que vem”, afirma Dino.

Pelo “Diário Oficial”, a equipe do novo governo fica sabendo de medidas como a renovação de contratos que só venceriam em 2015. “É uma atitude pueril de sabotagem”, reclama o próximo governador.

No discurso de despedida, Roseana disse que renunciou por motivos “estritamente pessoais, sem qualquer conotação de ordem política ou de qualquer outro interesse”. Fez elogios à própria gestão e afirmou que o Maranhão “voltou a trilhar um novo caminho de crescimento”, embora o Estado ainda tenha o segundo pior resultado do país no Índice de Desenvolvimento Humano da ONU. “Saio com a certeza do dever cumprido”, concluiu a ex-governadora.

Para Dino, a transição foi apenas um dos deveres que ficaram pelo caminho. “Eles achavam que o governo seria eterno e que esse momento nunca iria chegar”, critica.

josereinaldo18122014horiz

Juiz destaca a consistência de peculato, corrupção e formação de quadrilha.

O juiz federal José Carlos do Vale Madeira, da 5ª Vara da Justiça Federal do Maranhão, recebeu denúncia do Ministério Público Federal (MPF) resultante da ação penal nº 536/BA – sobre crimes relacionados à execução de obras públicas no Maranhão, Alagoas, Sergipe e Piauí –, referente ao "Evento Maranhão" – resultado da Operação Navalha, da Polícia Federal, que, em 2007, desmontou um esquema de fraudes de licitações e desvios de recursos públicos federais em favorecimento de uma construtora. Ao todo, 61 pessoas foram imputadas da denúncia, entre eles o ex-governador do Estado e futuro secretário de Minas e Energia no governo Flávio Dino, José Reinaldo Tavares.

Além do ex-governador, também foram denunciados: Zuleido Soares de Veras, dono da construtora Gautama e apontado como chefe do esquema;Maria de Fátima Palmeida, diretora-comercial da Gautama; Gil Jacó Carvalho Santos, diretor-financeiro da Gautama; Geraldo Magela Fernandes da Rocha, ex-assessor do governo do Maranhão; Roberto Figueiredo Guimarães, ex-presidente do Banco de Brasília (BRB); Ney Barros Bello, ex-secretário de Infraestrutura do Estado; Abdelaziz Aboud Santos, ex-secretário de Estado de Planejamento; Alexandre de Maia Lago, sobrinho do ex-governador Jackson Lago; Francisco de Paula Lima Júnior, também sobrinho de Jackson Lago; e Sebastião José Pinheiro Franco, ex-fiscal de Obras do governo do Maranhão.

Em decorrência da perda do mandato do então governador do Maranhão, Jackson Lago, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu pelo desmembramento do processo de nº 14483-76.2010.4.01.3700 – veja toda a movimentação. Na decisão – publicada nesta semana –, José Carlos do Vale Madeira destaca a consistência de peculato, corrupção ativa, corrupção passiva e formação de quadrilha, delitos cometidos na execução do contrato celebrado entre o Estado do Maranhão e a empresa Gautama e declara ainda: "vejo que a denúncia descreve detalhadamente os fatos que sustentam as imputações, apresentando elementos indicativos de que os denunciados sejam possivelmente os autores dos ilícitos penais em questão". Ele solicita, também, à Superintendência Regional do Departamento de Polícia Federal (DPF) do Maranhão, o cadastramento dos denunciados no Instituto Nacional de Identificação (INI).


Aprovamos na Comissão de Desenvolvimento Urbano (11/12) projeto que obriga o governo federal a custear totalmente programas habitacionais de interesse social em municípios de pequenos porte e pobres ou reduzir a contrapartida financeira exigida dos prefeitos nos convênios para essas obras. O texto é do PL 6015/13, do Senado, com emendas na Câmara.

Na proposta, o governo federal terá que reduzir a contrapartida ou arcar totalmente com o custo de convênios para programas habitacionais de interesse social que beneficiem cidades com as seguintes características: menos de 25 mil habitantes; indicadores de desenvolvimento econômico e social inferiores à média nacional; e Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) classificado nas faixas médio, baixo ou muito baixo.

Um grande avanço para as nossas cidades. Se o financiamento não for total, governo terá que reduzir a contrapartida nos convênios exigida das prefeituras. A proposta ainda será analisada em caráter conclusivo pelas comissões de Finanças e Tributação e CCJ.

 

bannnerrrrrrrr noverDeterminação, foco, coragem, garra, autenticidade  são algumas das características que compõem o perfil do polêmico Radialista Eliézio Silva que em 15 de dezembro completará 48 anos de vida.

FOTO ANIVERSARIO 02 ELIEZIO SILVA TIMON
O homenageado de hoje, Radialista Eliezio Silva é um cidadão com raízes firmadas desde seu nascimento na cidade de Timon e que ao longo de todos esses anos tem construiu uma carreira brilhante, onde já está há 25 anos atuando no rádio jornalismo, desenvolvendo um trabalho diferenciado contribuindo para a formação de opinião e sendo porta voz dos menos favorecidos e injustiçados de nossa cidade.

sequencia aniversarioCom uma linguagem simples e popular e com respaldo e o zelo por divulgar somente a verdadeira informação Eliezio Silva conseguiu cativar ouvintes de diferentes classes, alcançando os mais humildes e também a classe elitizada da cidade de Timon e regiões vizinhas.

Homem de personalidade forte, Eliezio Silva tem protagonizado debates intensos e acalorados que tem marcado a história politica da cidade de Timon. O radialista de fato faz jus aos jargões que veementemente tem  pronunciado durantes seus programas falando a “Verdade Doa a quem Doer”.

ESSA É UMA SINGELA HOMENAGEM DE TODOS QUE COMPÕEM A PRODUÇÃO DO PROGRAMA TRIBUNA INDEPENDENTE, RADIO COMUNITÁRIA FM 107,5MHZ, SITE BLOG DO RADIALISTA ELIEZIO SILVA E SISTEMA ON LINE DE COMUNICAÇÃO. BEM SABEMOS QUE ESTE ABRAÇO E FELICITAÇÕES PARTE DE MILHARES E MILHARES DE PESSOAS QUE FORAM CATIVADAS POR SEU TRABALHO.